Páginas

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Recomeço...

Como é difícil escrever quando se está recomeçando. Tento expressar minhas idéias através do texto, mas me parece complicado falar de mim mesmo, do que penso. Acaba se tornando um tanto filosófico. Porém esse não é o objetivo. Pretendo manter as coisas simples aqui, falar um pouco sobre meus planos e o que tenho feito. Então vamos a um breve histórico dos últimos dois anos.

No final de 2010 consegui me formar em Computação e tive a oportunidade de ir para a Unicamp, porém uma série de fatores me fez mudar de ideia e resolvi continuar morando aqui mesmo em Fortaleza. A vantagem seria o acúmulo do mestrado com o trabalho no projeto, além de estar "perto" da família. Nesse meio tempo eu ainda estava vivendo no castelo, e continuei por lá até metade de 2011, quando sai de lá e fui morar num apartamento na Aldeota junto com um suposto amigo e um amigo dele.

Havia vantagens e desvantagens de se morar lá, porém após cinco meses eu fui seduzido pelo sonho de morar sozinho e acabei indo para um AP perto da faculdade, que é onde estou agora. É o mais novo "Castelo" que de castelo não tem muita coisa a não ser as sancas de gesso que adornam o cubículo de concreto pintado de branco. É basicamente um quarto com um banheiro, mas que incrivelmente coube todos os móveis essenciais de uma casa, como cama, guarda-roupa, fogão, geladeira e estante, entre outros.

É vantajoso morar perto da faculdade, dá pra ir a pé e economiza-se no ônibus. É vantajoso morar sozinho, não ter ninguém pra reclamar e poder fazer "o que quiser". No momento em que escrevo, tenho um emaranhado de roupas limpas no varal, outro de roupas sujas no cesto, uma cama bagunçada, um monte de panela suja sob o fogão...cá estou eu pensando em mais detalhes.

Apesar das vantagens, infelizmente cometi o erro de ser marinheiro de primeira viagem e não saber detalhes importantes que se deve considerar ao mudar pra um lugar novo. Esse Ap é mal localizado, recebe sol a tarde inteira, se tornando uma fornalha no terceiro turno. Fora isso está dentro dos padrões de moradia para um estudante em fase de transição, que é como tenho me considerado ser no momento.

Reviver esse blog é uma maneira de recomeçar a pensar mais fortemente no que tenho feito, estou fazendo e vou fazer. Se deixar levar por vícios nos torna reféns e nos priva da liberdade que lutamos pra conseguir. E estive preso por um vício, ficar sentado horas e horas jogando online com amigos ou não, e esquecendo que tenho muitas e muitas coisas pra fazer além de apenas focar em uma única fonte de prazer.

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Seja racional, são as emoções que te acordam

Eu gosto de postar quando dá vontade, só que ela demora muito tempo para chegar. O ideal seria postar mesmo não estando com vontade, de acordo com os ensinamentos de T. Harv Eker em Os Segredos da Mente Milionária, para que sua zona de conforto se expanda.

Pois bem, hoje tive uma daquelas sessões matinais de sonhos lúcidos encadeados. Vamos à primeira parte. No início eu estava com a namorada de um amigo meu andando na minha rua de infância. Nós entramos numa casa que sempre ficava fazia quando eu era criança e lá deitamos numa rede e fizemos sexo. Depois disso eu acordo sozinho com um amigo me dizendo que tinha visto os grandes seios dela. Outros amigos vão chegando, comentando e eu penso logo na besteira que eu fiz.

Não lembro agora, mas fiquei lúcido e então faço uma sessão de vôo para os personagens do sonho. Começo então a provar que o sonho era lúcido para eles, dando um vôo rasante e quebrando a casa inteira, mas não surte efeito...acordo em seguida por conta da frustração de não ser ouvido.

Durmo novamente e logo vem a segunda parte. Já vou entrando lúcido no sonho, ao criar o cenário de forma estática no início, e depois incrementando com o dinamismo. Estou eu com outra pessoa (agora não lembro quem era) e eu demonstro que estou lúcido com um vôo. Não lembro direito, mas depois disso já estamos numa rua e eu recebo uma sugestão: "Seja sempre racional. São as emoções que te acordam". Então eu refleti e fiquei agindo de forma racional o tempo todo, e vi que era bom. Conversei com algumas senhoras de forma direta e racional, e notei um maior controle e lucidez.

Na última parte estava eu numa casa familiar perguntando aos personagens se eles conheciam as possibilidades de estar num sonho. Os mesmos agiam como nós quando acordados e começaram a me chamar de "alienígena", pois eu estava atrapalhando a vida deles. Comparei-os a bots e então tentei buscar alguma resposta para isso. A idéia foi fazer uma pesquisa. Lembro do detalhe de tentar digitar a palavra google, porém o "g" se tornava um "9" no teclado. Sai esbravejando tentando alguma solução, pegar outro computador, mas os "bots" me atrapalhavam. Até que perdi o controle racional e sai num vôo que me fez acordar.


domingo, 16 de janeiro de 2011

Passadinha no Rio

E ai, voltando aqui nessa época boa...dando uma passada no Rio pra conhecer esse paraíso. Amanhã já estou indo pra São Paulo pro Campus Party Brasil, mas já estou com saudades.

Tentei aproveitar ao máximo o tempo que passei aqui pra conhecer os lugares mais famosos como Ipanema, Copacabana, o Cristo Redentor e a Lapa...ainda teve uma visitinha a "The Week", balada famosa aqui do Rio, um prato cheio pra quem gosta :)

Agora é re-preparar a mala pra viagem de amanhã rumo ao Cparty.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Indo pra Academia

...minha vida mudou nesses 2 anos. Aprendi muita coisa, desisti de muitas outras. Já se foram 2 anos sem posts aqui...li e senti o gosto de colocar suas idéias em um lugar que você possa buscar tempos depois...é muito gratificante...

Irei recomeçar minha caminhada espiritualista....irei mostrar mais de mim mesmo aqui. Tenho mais um ano de Castelo e espero poder atingir um nível nunca antes alcançado.

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

A Dualidade

Fui dormir às 1:00hs da manhã, sabendo que nesse período seria difícil qualquer tentativa projetiva. Acordei às 7:28hs, olhando para o celular para conferir a hora e quando volto pra cama, acordo novamente, percebendo o falso acordar que tive. Na realidade, ainda eram 5:30hs da manhã.

Estou acordando tão cedo graças a uma estratégia que comecei a usar ao acaso: do lado da minha cama há uma porta que dá para os fundos do quarto. Deixando-a aberta, a luz da manhã incide sobre a minha cama, não obstante, acordo tão cedo quanto a luz começar a mostrar sua cara.

Então resolvi ir ao banheiro, beber um pouco d'água, além de estudar Cálculo durante alguns 20min, ao invés de tentar rememorar possíveis sonhos que possa ter tido. Eis que às 5:55hs, resolvo alçar vôo em mais uma tentativa. Programo o alarme para às 7:00hs.

Resolvi reduzir o tempo de "acordado" entre o sono normal e a tentativa, e isso caiu como uma luva. Com o mínimo de relaxamento, já me pego em estado alterado. Percebo estar num estado vibratório diferente do comum, e ainda ouço um canto gregoriano perfeito. Aproveitando o embalo, eu começo a cantá-lo, totalmente lúcido, sabendo estar numa paralisia.

E peço ajuda de amparadores, porque sinto a presença de tais entidades, mesmo sem saber se estava tendo um sonho ou uma projeção. Até que tenho uma saída mais rápida do que todas as saídas rápidas que tive, e vou em direção a porta, meio desengonçado, com o pensamento ininterrupto de tomar distância da minha cama. Até que atravesso-a, com certa facilidade e percebo estar na grande sala do CASTELO.

Aí tenho a primeira alucinação/visão onírica/contato astral do dia. Vejo clara e nitidamente, um dos moradores da casa saindo de seu quarto (exatamente igual ao original) e olhando pra mim como se não me conhecesse. É o Aroldo. Engraçado é que o chamo e ele nem dá bola pra mim.

Continuo andando, seguindo os caminhos da casa que já conheço, até que já me vejo numa arquitetura diferente da casa, mas continuo com lucidez altíssima e aos poucos vejo outros moradores. Seria sonho ou projeção? Ainda não sei, não posso comprovar ainda pra si mesmo. Sei que depois converso com o Jairan durante algum tempo e já estou fora da casa, entrando em contato com pessoas e cenários desconhecidos.

Nesse momento, já começo a me precaver sobre uma possível rememoração de tudo que "vivi" até aquele momento e penso em voltar à realidade. Lembro de tentar voar também, mas não alço vôo, o que me deixa "encucado" devido a facilidade que tenho em fazer isso em um sonho lúcido "comum".

Então resolvo acordar mesmo. E acordo. Levanto rapidamente e vou até a grande sala e encontro minha tia e minha mãe. Ou seja, ainda estou sonhando! E nesse momento, já me vem a cabeça os possíveis falso despertares que iria enfrentar. E como poderia ser difícil lembrar de toda a experiência anterior. Essa é a dúvida. Ficar mais tempo na experiência e correr o risco de esquecê-la quando acordar ou acordar o mais cedo possível.

Optei pela segunda opção e fiquei tendo falsos acordares sucessivos. Até que na terceira vez estava no ambiente normal do meu quarto. Sim, havia acordado. Olhei o relógio. Ainda eram 6:16hs. Parecia que o tempo não havia passado. Foi uma experiência incrível. A minha primeira com um nível riquíssimo de detalhes e que me deixou apreensivo quanto a real natureza desses estados alterados. Agora é continuar a escalada.

Tempo desde a última experiência: 1 dia (28/09/2008)
Experiências acumuladas: 9Xp (Gostei do xp, os pontos de experiência. Acho que estou aumentando o Level)

domingo, 28 de setembro de 2008

Sonhos e projeções

Após o relaxamento e percebendo estar num profundo grau, percebo que ainda não entrarei em estado de transe, então saio da posição de decúbito e deito do lado esquerdo. Ainda assim, nada acontece, mas estou relaxado a ponto de tentar mais um pouco, então deito do lado direito. Pronto, as ondas começam a percorrer meu corpo. São leves e sem força. Então começo a comandá-las e trazê-las em direção a minha cabeça.

Porém, acontece o mais comum: elas cessam. Mesmo assim, percebo que é possível torná-las mais poderosas e reavivo-as, apenas com um pouco de circulação energética. O controle é muito maior, então dou mais um passo rumo ao controle, onde realizo por um período maior a energização de cada parte do meu corpo.

O resultado é uma saída rápida pelo quarto, rápida pela facilidade, rápida pelo tempo de duração, pois já começo a sentir as dificuldades de estar com múltiplas visões. Volto novamente para si mesmo e começo a penetrar no mundo dos sonhos lúcidos. E começo a andar por um sonho na esperança de encontrar minha namorada em algum lugar do mundo onírico. Encontro e acabo esquecendo que é um sonho, o suficiente pra me fazer acordar e rememorar toda a experiência.

Tempo desde a última experiência: 6 dias (22/09/2008)
Experiências Acumuladas: 8Es

Manhã de Domingo

Continuando a escalada pela lucidez, percebo que o cume está muito distante e que preciso me aclimatar muitas e muitas vezes para poder alcançá-lo. Isso é realmente coerente, visto que a cada semana subo alguns metros, mas sou levado a voltar um pouco, pelas pressões rotineiras do ambiente. A caminhada será longa.

Começo a perceber padrões em minhas experiências lúcidas. Elas vêm acontecendo exatamente nos fins de semana, justamente quanto me sinto menos pressionado pelas obrigações sociais dos dias que os antecedem. Estou praticando da seguinte forma. Após acordar, relembro alguns sonhos e depois fico acordado durante mais uma hora, fazendo qualquer coisa, e depois volto pra cama para um relaxamento aprofundado. O mais aprofundado da semana.

Dura em média 30 min, e depois desse período, tento permanecer lúcido e esperar as ondas vibratórias.

sábado, 27 de setembro de 2008

No mesmo fim de semana

1) 22/09/2008 - Terror

2) Sonhos consecutivos. O primeiro é uma escuridão até que eu consigo iluminá-lo. Acordo e estou numa mesa com dois falecidos iguais. No terceiro, depois de ficar lúcido nesse e tentar acordar, minha mãe aparece com uma coisa estranha nos olhos. Depois disso tento acordar e estou num local escuro. Tento novamente e estou no meu quarto.

3)9 dias (último SL: 13/09/2008)

4)Acumulado: 6 SLs

Mais sonhos lúcidos

1) 22/09/2008 - Tédio no sonho

2) Umas meninas entram num banheiro gigante pra homens. Lucidez na hora e muito forte. Saio voando. Paro no céu e depois desço pra fazer algo. Solto magias, telecinese. Então dou um rodopio pra aumentar a lucidez que está se esvaindo. Quando paro penso no que fazer. Não me vem nada a mente. Sinto tédio. Então resolvo acordar.

3)0 dias (último SL: 22/09/2008)

4)Acumulado: 7 SLs.

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Experiência não muito boa

Ontem à noite fui pra cama com bastante sono. Pensei em não fazer nenhuma técnica, mas deitei de barriga pra cima como de costume. Então, comecei a sentir as tais vibrações. Dessa vez eu estava mais "solto", e simplesmente levantei. Aí começou uma das piores experiências que já tive.

De início estava tudo totalmente escuro (lembrei do tal buraco negro do outro tópico) e ficou bastante tempo assim. Eu tentei tornar claro mexendo as mãos como quem usa energia, mas demorou um pouco até as luzes "se acenderem". Depois disso saí andando e começou o sofrimento.

Alguns segundos depois me vi numa mesa jantando. Haviam 3 pessoas no lado oposto. Quando olho pra uma delas, percebo que é uma pessoa conhecida minha que morreu há algumas semanas. Olho pro outro rosto, aparece a mesma pessoa. Sinto um pouco de pânico porque é bem real, mas na hora fico lúcido, porque sabia que ele havia morrido.

Então, ao invés de aproveitar a lucidez, eu resolvo acordar. E acordo, só que em outro sonho. E o outro sonho é pior. Em questão de segundos, vejo minha mãe entrando numa sala chorando. Olho para os olhos dela e estão horríveis com uma coisa branca como se tivesse tampando os olhos. Ela grita dizendo:" Eles entraram em mim enquanto você sonhava"

Senti aquela angustia e percebi que se tratava de sonho, mas eu não tinha mais controle. Só queria acordar. O pior é que acordei. Mas estava numa escuridão. Tentei novamente acordar e abri os olhos lentamente. Ufa...estava no meu quarto. FIM


Uma das piores experiências que já tive, e de certa forma, acho que causei isso ontem com o post no tópico do Cósme na comunidade sonhos lúcidos. Vou rever meus conceitos em relação ao que escrevo.

Post Apagado

O post abaixo foi feito ontem na comunidade Sonhos lúcidos no orkut. Ontem mesmo tive uma das piores experiências desde que comecei a praticar. Resolvi apagar o post e mudar minha conduta em relação à assuntos dessa natureza.

O post foi o seguite:

Eu adoraria ficar preso a noite toda numa paralisia do sono pelo menos uma vez na vida! Seria Muuuito massa!

Hoje eu tive umas 6 paralisias durante o dia e quando estava conseguindo me concentrar pra ter alucinações (quando me concentro, sinto as tais energias circulando pelo meu corpo como se fosse um choque que vai ficando mais forte e que não dói, é claro) sempre aparecia alguém fazendo barulho onde eu estava! Argh!

Hoje seria mais um dia pra eu relatar sonhos lúcidos, mas não tive condições de ter um durante o dia, porque tava na casa da minha mãe e tinha muita gente por lá. Uma pena

Essa estória de buracos negros tá parecendo isso daqui oh:

- Deus castiga;
- Cuidado com os demônios;
- Cuidado com os espíritos;
- Cuidado com os caboclos;
- Cuidado com os Alienígenas;
- Cuidado com a Kundalini;
- Cuidado com o Cordão de Prata
- Cuidado com o Buraco Negro;
- Etc, etc, e talz...

Inclusive um cara da comunidade pediu pra eu procurar (no sonho) o significado das palavras causação e beísmo. Vou tentar descobrir isso. Talvez se relacione com o que aconteceu.

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Diário Onírico

Pessoal,

Pensei em algo que pudesse funcionar com mais um estímulo pra quem se interessa pelo assunto. Esses dias fiz umas buscas no Google e achei essa super agenda de sonhos lúcidos! Pode ser bastante inspirador. O link é esse:

Sonhos do Rodrigo

Resolvi criar um diário pra mim também. A idéia é escrever meus sonhos lúcidos seguindo o modelo sempre que tiver um sonho lúcido ou uma projeção.

1) Data - Título
2) Resumo de no máximo 5 linhas
3) Tempo entre esse e o último sonho lúcido
4) Total de sonhos lúcidos no período

Exemplo:

1) 23/08/08 - Projeção ou Sonho?
2) Estava tendo sensações de projeção. Então sai do corpo rapidamente e já fui logo voando em alta velocidade. Resolvi para e descer. Desci numa cidade desconhecida e tive o receio de não mais conseguir voltar pro meu corpo. Encontrei umas pessoas e fui perdendo a lucidez. Fiz telecinese com o cara que vi ao longe, tentando puxá-lo pra perto de mim. Consegui influenciá-lo, mas acordei logo em seguida. Certeza que foi sonho.
3) 0 dias.
4) 1 SL

Pronto! Agora é só postar os sonhos mais recentes!

Sonhos Acumulados!

Mais sonhos que não havia postado ainda:

23/08/08 - Mão sem dedos e espelho no banheiro

Resumo: Estava andando de carro com meu colega Jonatas que no sonho disse que não sabia dirigir carros. Quase batemos até que ele para. Fico lúcido nesse momento. Olho pro meu corpo, lembrando que devemos nos observar pra aumentar a lucidez. Minha mão tem dois dedos a menos. Estico um dedo e a nitidez é incrível. Vou pra um banheiro e acabo entrando no feminino. Me olho no espelho, me vejo e vejo uma mulher no reflexo. Incrível, mas fico com medo e perco a lucidez. Acabo acordando.

Tempo entre sonhos: 0 dias.
Acumulado: 2 SLs

Esses dois sonhos lúcidos tive durante as duas semanas passadas. Como tive outro esses dias, resolvi postar todos juntos hoje.


01/09/2008 - Sonho Esquecido

Resumo: Tive esse SL, inclusive citei o mesmo em outro tópico da comunidade. Mas perdi as anotações e acabei esquecendo o que aconteceu no sonho! Mesmo assim, tenho certeza que tive.

Tempo entre sonhos: 8 dias (ultimo SL: 23/08/2008)
Acumulado: 3 SLs.


Quase uma semana depois....

07/09/2008 - Moedas ao chão

Resumo: Domingo de manhã, meio dormindo, meio acordado. Até que me vejo com duas moedas na mão. Em um instante as moedas caíram da minha mão e eu ouvi o barulho delas no chão. Depois disso, fiquei em estado de paralisia, mas consegui mexer meu braço "imaginário" e levantei-o e fiquei observando. Mas só consegui isso, até que acordei. Minha namorada falou que haviam caído moedas no chão. Fique com uma pulga atrás da orelha

Tempo entre os sonhos: 6 dias (último SL: 01/09/2008)
Acumulado: 4 SLs.

E estes dias pela manhã...


13/09/2008 - Cicícero

Resumo: Estou paralisado na minha cama, até que sinto energias circulando. Depois começo a sonhar que estou ouvindo a voz de uma criança. Tento pedir ajuda a ele pra me tirar da paralisia, mas ele diz que não vai me ajudar. Conversamos, até que eu pergunto seu nome e ele responde: "Cicícero". Depois sinto outra pessoa. Então, de repente estou numa casa e vejo uma mulher e um menino. Saio da casa e perco a lucidez até acordar.

Tempo entre sonhos: 6 dias (último SL: 07/09/2008)
Acumulado: 5 SLs.


Voltando a ativa!

segunda-feira, 30 de junho de 2008

Fim de semana no Castelo

Esse fim de semana foi atípico na nossa casa. Iniciou comigo fazendo um juramento muito infeliz. Jurei pela alma da Nina (a mascote da casa) que iria tirar a cópia da chave do meu ex-companheiro de quarto(o Willamar) ao qual peguei emprestado desde quando fui assaltado e levaram minhas chaves. Pois bem, a gata foi banida da casa, o Willamar também e eu não vou mais precisar tirar cópias :D

Então vamos aos fatos...ontem, teve o Bitchurrasco da Computação e a TAÇAPET, um torneio de futebol formado por alunos do curso. O nosso time perdeu, o Socanela F. C., sendo que a competição contou ainda com alguns clubes "de peso", como Eu Podia Ta Matando (um dos jogadores, o Silveira, é o fundador do site que dá nome ao time), o NerdProud, Mazela, Seco, Perebas entre outros. Acabei tomando algumas cervejas a mais e quase não chego em casa...quando cheguei aprontei uma. Fui direto pro quarto do Adriano(morador do Castelo) e, completamente embriagado, simplesmente sentei na cama do Ivo(outro residente) e percebi que a final da Eurocopa tinha começado. E não é que instantes depois eu estava no banheiro sentado na privada O.o Só que o jogo já havia terminado e eu simplesmente não lembrava de nada! Depois do evento e de algumas risadas, só me restou a cama.

De manhã cedo é que o desenrolar das coisas citadas anteriormente se deu. A Nina resolveu usar de todo seu arsenal colifórmico e deu uma "cagada" na cama do Ivo. O engraçado é que, segundo o Adriano, eu havia dormido na cama (naquela hora em que citei minha ida sonambúlica ao banheiro) e o Nilton(mais um nobre do Castelo) também deitou na cama do Ivo, e, coincidentemente, somos os mais apegados à nossa mascote (cogitam que ela tenha feito essa loucura exatamente por termos estado na cama)

Só que, no mesmo momento em que a gata sujava a cama alheia, uma outra galera do Castelo, O Lemos(vivente do Castelo) e alguns outros amigos, brigavam e arrombavam o portão principal da casa! Isso mesmo! Arrombaram o portão...foi muita baderna, inclusive acordando os vizinhos(isso aconteceu umas 4h da manhã) e o engraçado é que não escutei nada disso :P

De manhã, foi declarado que a gata deveria se retirar da casa. Alguém deu um sumiço na miserável. Uma pena. Eu fiquei triste, mas no final acho que um pouco aliviado. Nunca tinha apanhado tanto cocô na minha vida. Animal de estimação não é pra qualquer um mesmo não rsrs. Foi declarado também que as despesas com o arrombamento seriam do morador que se envolveu na prosopopéia. Logo, o Lemos deveria desembolsar uma fortuna, sendo que entre os gastos, estariam uma cópia da chave da casa para mim (citei isso no início do post)

Pois bem, soube mais tarde que acabou o prazo do Willa na casa...agora ele é ex-residente. E não está muito animado pra tentar renovar sua estadia no Castelo. Então ficou assim, Nina foi embora, Willa vai embora, Lemos paga a cópia que eu havia jurado tirar hoje, e eu acordo no trono! Pense num fim de semana mais ou menos hehe

terça-feira, 24 de junho de 2008

Fim de semestre

Que pausa! Comecei as postagens com uma freqüência razoável e, após alguns dias vejo que passei mais de 2 semanas sem postar. Mas agora, com o semestre letivo chegando ao fim, aos coisas tendem a melhorar!

Sabem da boa?! Vou manter esse blog atualizado, mas estou pensando seriamente em mudar o escopo do mesmo. A partir da próxima semana, vou iniciar um curso de Gnosis, que terá duração de 3 meses. Serão abordados assuntos que muito me interessam como Desdobramento(projeção da consciência) e relaxamento!

A tendência é eu começar a focar esse blog às minhas experiências oníricas e projetivas, que vêm aumentando consideravelmente. Só pra ter uma idéia básica, eu recomecei a anotar alguns de meus sonhos e isso aumentou a carga de sonhos e estados vibratórios.

Fiz uma pequena escala com níveis projetivos após o relaxamento, sendo estes divididos numa escala de 0 à 10. O NP0 seria um relaxamento seguido de sono longo comum, sem lembrança de sonhos. O nível mais alto seria atingir o EV completo após o relaxamento, com saída total lúcida.

Do dia 8 de junho(quando relatei pela última vez aqui no blog uma experiência) até hoje, tive cerca de 10 experiências entre sonhos lúcidos, EVs, projeções parciais e totais. São relatos envolvendo o que mais acontece em meus sonhos lúcidos, como telecinese, vôo, tornando objetos invisíveis, fenômenos naturais maravilhosos, liberação de energia, etc. Nas projeções, o mais longe que cheguei foi "esbarrar" na porta do meu quarto, ou melhor, passar por ela.

Portanto, atualmente minha maior fonte de inspiração são minhas experiências. Tenho muita coisa interessante para comentar, assuntos daqui do Castelo, da Faculdade, do Hits...quem sabe contribuo com algo mais disso.

Enfim...Ops! Agora tenho que ir. A janta me espera :D

sábado, 7 de junho de 2008

Mais um passo evolutivo!

Hoje tive mais uma experiência intra-consciencial muito forte. Depois de vários dias em recesso projetivo, onde não estive conseguindo entrar no Estado Vibracional, e também não realizei muitas tentativas de relaxamento. O diferencial foi ter reiniciado no dia 31 de maio, sexta feira passada, quando fui assaltado, a técnica de incremento de lucidez extra-física que consiste em aumentar sua lucidez no dia-a-dia, pra que nos sonhos e nas projeções você também esteja mais lúcido.

Pois bem, eu havia trabalhado até às 5 da manhã, e após um sono leve, levantei às 7:30 pra receber minha mãe recém chegada de viagem, e além disso, fiquei acordado fazendo companhia à ela e matando as saudades, visto que havia mais de um mês sem vê-la.

Por volta do meio-dia, tenho eu acabado de tomar banho, sendo que antes disso, havia tido uma conversa muito boa com minha mãe sobre chacras, onde na verdade, eu estive tentando mostrar o quanto é interessante entender os centros de força. Além disso, tinha visitado uma comunidade intitulada “Projeção da Consciência”, onde li um tópico relativo a recesso projetivo.

Resolvemos então ir dormir um pouco(eu estava com cansaço leve, mas sabia que precisava dormir) na minha cama de solteiro, minha mãe ficando do lado direito e eu pensando até que passou pela minha mente tentar me projetar. Como já estava em um estado semi-hipnagógico devido ao cansaço de ter dormido apenas 2 horas nas últimas 30 horas(eu havia acordado às 6h na sexta pra estudar pra uma prova às 8h), realizei uma simples circulação interna de energias nas mãos(pra início do relaxamento) e já me senti num estado propício pra sentir o EV. E lembro de já estar sentindo os pequenos zumbidos(bem fracos por sinal) na cabeça e percebi que tinha a chance (se me concentrasse) de instalar o EV completamente. Foi o que fiz. Consegui controlar o processo e deixei atuando na cabeça durante alguns segundos, depois passei pelo corpo até a ponta dos pés, onde deixei por mais alguns segundos a energia atuando, então voltei em direção a cabeça e repeti o processo de forma mais rápida.

O resultado disso é que entendi que já poderia me projetar, porém, por falha minha, abri os olhos e não consegui uma projeção total, apenas parcialmente a mão direita sob o meu controle. Fiquei fascinado mais uma vez em saber que estava conseguindo fazer isso, e continuei tentando enxergar minha mão consciencial invisível, que eu sentia estar acima do meu corpo, mas não conseguia vê-la, apenas via a que estava na cama. Mesmo assim continuei observando, então tentei levantar a cabeça num lapso de vontade. Porém, costumeiramente não consigo “soltar” minha cabeça, então desisti do processo.
Mesmo assim, estava consciente de que, se eu não perdesse a concentração e “acordasse”, poderia entrar em sonho lúcido e explorar mais ainda meu subconsciente.

Foi o que aconteceu, de repente me vi em um sonho, onde eu tinha certeza absoluta de estar nele(no sonho) . Encontrei alguém que não me recordo(é inevitável esquecer alguns detalhes), mas lembro perfeitamente de já realizar os teste de lucidez praticados durante a semana. Em uma conversa comigo mesmo, eu dizia que estava num sonho lúcido e deveria explorar um pouco, para só depois disso voltar a tentar sair do corpo. E foi o que fiz. Tentei alçar vôo no sonho. E a sensação foi perfeita, voar é algo delicioso. No mesmo momento, lembrei do detalhe de se utilizar o sonho lúcido como “porta de saída” do nosso corpo astral em relação ao corpo físico.

Nesse momento me concentrei e consegui sair do sonho lúcido “voltando” pra minha cama. E funcionou. Como eu havia estado voando no sonho, me vi com as pernas e os braços projetados como já dantes acontecido. Mesmo assim, talvez por algum bloqueio(não sei ao certo), percebi que não conseguiria sair completamente. Acontece então que eu já estou novamente num sonho lúcido, e esse, por ser o último, me traz uma maior recordação. Encontro um colega meu de sala, o Nícolas, e falo com ele normalmente. Mas ele não fala nada, é apenas um objeto, uma forma-pensamento criada na minha mente. Eu discuto e digo: “Estou em um sonho, posso alterar esse ambiente, fazer o que quiser...” Então lembro de ter criado alguns objetos e tê-los transformado em outros, o que me deixou cada vez mais lúcido e consciente. Então lembro de uma conversa que tive com um amigo meu que tem sonhos lúcidos com uma facilidade enorme, onde ele dizia que às vezes o subconsciente dele tentava trapaceá-lo de forma a evitar seu progresso no mesmo. Daí surge um outro objeto(uma mesinha) e eu penso comigo, vou testar mais ainda e comprovar minha lucidez e perder meu medo. Simplesmente agarro a mesa e jogo no meu colega, quebrando-a. Ele não reclama, não sente dor, não fala, e só produto do meu subconsciente.

Depois disso resolvo caminhar seguindo o que meu subconsciente cria. O ambiente era muito diferente de todos que presenciei. Aparecem pessoas estranhas, que acreditava não tê-las visto antes. Lembro-me bem agora dos rostos de duas pessoas que bem perto cheguei e verifiquei, mas não conseguia conhecer de forma alguma. Fiquei me perguntando como podia acontecer isso. Continuei andando, e explorando o sonho de tal forma que sabia exatamente quais meus objetivos.

Porém, nesse instante, sinto um toque no meu braço direito. Era minha mãe se mexendo na cama, então percebo o estado se esvaindo. E o incrível é que segundos após, eu lembrei de praticamente tudo que escrevi nesse longo texto.

Foi uma das melhores experiências de projeção interna que já tive. E fez me perceber que apesar de alguns dias sem conseguir realizar algo, sei que conseguirei mais dia menos dia, é só não perder a esperança.

sábado, 31 de maio de 2008

Primeira vez...

Aconteceu...

Agora faço parte das vítimas da violência urbana aqui em Fortaleza...foi ontem de madrugada, por volta das 2h da manhã...

Sextas e sábados à noite, trabalho no Hits, e após o término do expediente, geralmente meu primo, que também trabalha lá em um nível acima, pede à algum subordinado que venha me deixar no Castelo. O problema (agora eu vejo como isso é um sério problema) é que, às vezes, eu não queria esperar e acabava por voltar pra casa à pé, em plena madrugada (e até então estava ileso)

Ontem resolvi fazer a mesma besteira e deu no que deu: Vinha eu andando de forma cautelosa, no canteiro central (entre as duas mãos da avenida), quando vi um casal vindo na minha frente, do lado direito da rua, e atrás deles vinham várias pessoas, provavelmente vindo do evento que ocorria na Reitoria da UFC. Não imaginei o assalto, mas fui surpreendido pelo casal, supostamente inofensivo, vindo na 13 de maio em direção à uma pracinha que fica depois do Shopping Benfica, próximo à Av. Jovita Feitosa. Enquanto a moça passou, o cara do lado dela parou do meu lado, há uns 3 metros de distância, e fez a abordagem levantando a camisa e pedindo alguma coisa. Antes disso, no caminho e de forma preventiva, eu havia guardado o celular na cueca (E isso não contribuiu de forma negativa pro desfecho da estória)

No momento que ele levantou a camisa, eu fiquei estático e fui tentando dizer algo pra ele se acalmar...só que não tive tempo de concluir: Chegaram vários outros marginais me chutando, esmurrando e empurrando...eu gritei e nessa hora não lembro se foram 1, 5 ou 10 minutos, mas sei que não senti dor alguma, apenas medo e agonia.

Eles me batiam, pediam o que eu tinha, e eu apenas gritava e corria, tentando me desvencilhar do bando (acredito que de 8 à 10 caras)...um deles estava com um caco de vidro na mão. Meu braço foi rasgado, meus óculos caíram no chão amassados... tentaram retirar algo que poderia haver no meu bolso e encontraram minhas chaves...simplesmente jogaram, e quando eu soltei meus chinelos, consegui correr e ficar a uns 10 metros esbravejando e pedindo que fossem embora, pois eu não tinha nada...então resolveram me deixar em paz e foram em direção ao Hits. Ainda ouvi outra pessoa gritando desesperadamente alguns minutos depois.

Depois de tudo, ainda fiquei fora de si, procurando os óculos e as chaves...as pessoas passavam e pediam pra eu ir pra casa, mesmo assim, consegui encontrar o óculos, e depois disso, resolvi ir embora, descalço, com muito sangue no braço e hematomas no rosto...

De sorte, consegui chegar no Castelo e encontrar o Edvaldo(vulgo Bombão), que estava com uma moto e me levou para oIJF...fui suturado por alguns jovens estagiários que deram 5 pontos no meu braço direito.

Alguns pontos:

Culpa minha? Por que não esperar um pouco mais para ter muito mais segurança?
Coincidência ou Sincronismo? Na mesma noite, eu havia falado sobre as duas tentativas de assalto que sofri e que havia saído ileso, mas que tudo tinha a primeira vez
Comédia? No final das contas meu celular ficou na cueca que era bem apertada por sinal, tendo eles levado apenas minha agonia, medo e um par de sandalhas velhas, e ainda, saciado a vontade de espancar pessoas...
Aprendizado? Será que agora vou ter mais cuidado? É o que espero...e também, os momentos na emergência do hospital, onde conheci e vi que a cada minuto milhões de pessoas estão sofrendo e eu não percebia isso...

Fica a lição de que o perigo é iminente e que um dia pode acontecer com você...A sensação de ser espancado não é algo que deva ser lembrado, mas marca por toda a sua vida...

Se segurança estiver ao seu alcance por um pouco mais de tempo ou dinheiro, não pense duas vezes...

quarta-feira, 28 de maio de 2008

Projeção da Consciência

Há cerca de um ano, venho realizando experiências muito interessantes, diferentes de qualquer coisa que eu já tivesse experimentado...
Inicialmente eu estava apenas me auto-hipnotizando com o intuito de relaxar e incrementar minha capacidade de concentração e matar minha curiosidade sobre o assunto...
Com o tempo comecei a sentir sensações bem peculiares, estranhas e intrigantes...
Buscando na Internet, descobri que se tratava de Projeções da Consciência ou Projeções Astrais...

A viagem astral (projeção astral ou projeção da consciência) consiste na exteriorização da consciência para fora do corpo físico ou definindo de outra forma, sair do corpo físico utilizando com veículo da consciência, o corpo astral.

Durante a noite, todos nós passamos, conscientemente ou não, por esta experiência. Dormir é necessário não somente para restaurar a vitalidade física como também para restaurar a vitalidade do corpo astral. O sono representa a desunião dos corpos astral e físico com a finalidade de "liberar" o corpo astral, de modo que ele possa coletar energia e vitalidade de fontes astrais. Todos nós, quando dormimos, deixamos os nossos casulos físicos, e saímos em nossos corpos astrais.

Os sinais e sensações desta saída do corpo você talvez já conheça. Uma sensação de entorpecimento, sensação de vibrações pelo corpo, ruídos estranhos que você escuta na hora de dormir, sensação de flutuar ou de aumento corporal. Lembra daquela sensação de queda que te acordou de repente, como se estivesse escorregando na cama? Quem ainda não teve o sonho vívido de voar? Quem de nós alguma vez já não sonhou que via um amigo distante, e logo depois recebia notícias suas, um telefonema ou uma carta do mesmo, que "coincidentemente" se lembrara de nós naquela mesma ocasião? Será que você mesmo não se lembra daquela experiência aterradora em que se sentiu paralisado e pensou que havia morrido?

Estes são apenas uns poucos exemplos de fenômenos que estão ligados à Viagem Astral. Trata-se de um fenômeno absolutamente natural, que faz parte das capacidades inerentes a todo ser humano. Se você quiser também pode aprender a fazer viagens astrais conscientes. A projeção astral recebeu, ao longo da história, muitos nomes. Desdobramento, viagem da alma, viagem espiritual, ascensão espiritual, experiência fora do corpo (EFC ou EFDC), experiência extracorporal (EEC), experiência de saída do corpo (ESC), OBE ou OOBE (do inglês Out of Body Experience). A viagem astral é conhecida desde o início da nossa história. Ela faz parte da mitologia de muitas sociedades primitivas e relatos da mesma podem ser encontrados em todas as formações sociais. Provavelmente devido à perseguição religiosa, manteve-se oculta durante a Idade Média, sendo estudada e pesquisada em sociedades secretas, quadro que se manteve até o século XIX. Foi só em 1905 que, com a divulgação das projeções conscientes de Vincent Newton Turvey, na Inglaterra, pôde a viagem astral vir à público e se tornar matéria de estudos por pesquisadores do mundo inteiro.

Mesmo assim ainda permanece muita ilusão à respeito do tema. Há quem pense que a capacidade de sair conscientemente do corpo seja uma capacidade restrita a seres altamente espiritualizados. Em verdade ela é uma capacidade anímica e todo conceito que a restringe a uns poucos seres, deve ser banido. Felizmente, nos dias atuais, o estudo da projeção astral não mais se restringe à nenhuma religião ou crença. Em qualquer boa livraria encontramos centenas de títulos dedicados ao tema, e a sua discussão pública tem permitido que um número cada vez maior de pessoas desenvolvam suas capacidades anímicas para realizá-la.

Por tudo isso fica aqui o convite. Relaxe seu corpo, respire profundamente por alguns minutos. Repita mentalmente para si mesmo que vai flutuar fora do corpo. Concentre-se em volitar para um lugar desejado. A sensação de sair do corpo e voar, é uma experiência indescritível, e só quem a experimentou sabe quão diferente é de um sonho comum.

Eu experimentei e afirmo: "Experimente você mesmo e comprove a capacidade existente em você e a sensação de poder conhecer um novo mundo"

sexta-feira, 23 de maio de 2008

Hits Brasil!!!

O Hits Brasil é um ambiente fora do comum...principalmente nas noites de sexta e sábado(justamente os dias em que dou uma ajudinha aqui) onde uma massa muito grande toma conta das mesas antes das 9 da noite e se divertem até às 2 da manhã. Sempre vejo muita gente bonita, amigos da faculdade, conterrâneos moradanovenses, inclusive residentes universitários, que vêem no Hits um bom lugar pra curtir.

Nesse momento as pessoas estão à espera da Banda Soul Pop, que vai começar daqui à pouco. O Pop Rock é realmente a cara do Hits. Não consigo imaginá-lo de outra forma. Opa! Acabou de passar uma cliente simplesmente fenomenal! Essa é uma das vantagens de se trabalhar aqui :P

quinta-feira, 22 de maio de 2008

Calourada UFC!!!

E não é que a calourada da UFC desse ano foi um sucesso?! Lembro-me que estive presente ano passado, onde participava como calouro, no mesmo horário, mesmo local, e não havia uma massa sedenta por diversão tão grande quanto desta vez. Foi realmente muito bom, apesar do cheiro que "pairava" no ar ;P

Um pouco de vinho serviu como alavanca pra animação e força de vontade pra enfrentar a cama elástica! Eu, que nunca tinha experimentado, quase quebrei a perna, o pescoço, a cabeça, etc, e depois que sai fiquei uns 10 minutos recuperando as forças! Mesmo assim é algo alucinante, principalmente quando você está com umas a mais na cachola hehe

O ponto ruim da noite foi a derrota do São Paulo para o Flu...eu lá, ao som das bandas e dos Djs da tenda Gay(tinha muito gay e lésbica!) tentando descobrir o resultado do jogo...já era...

Outros companheiros meus de Castelo também estavam, O Nilton(estatístico) foi meu braço direito na festa. Foi difícil chegarmos no Grande Casarão Rosa. Nossa casa fica há uns 2 quarteirões da Reitoria e às vezes ainda quero pegar ônibus hehe. Outros dois fanáticos tricolores decidiram ficar em casa vendo o jogo(se arrependeram amargamente hehe).

segunda-feira, 19 de maio de 2008

Mascote do Castelo


Esses dias apareceu uma gatinha selvagem aqui na nossa casa. Eu decidi "amansá-la" e aos poucos ela perdeu o medo e resolveu adentrar o Castelo. Resolvemos criar o animal e agora estamos pensando num nome interessante pra ela.


Qual desses nomes você daria pro seu animal de estimação?

  1. Merdalina: Pois é...um dos que não gostam dela sugeriu esse...
  2. Caralhecilda: Ninguém quer chamar ela com esse nome gritando. Por que será
  3. Madeinusa: Exótico não? Eu pensei na expressão MADE IN USA, junta ;P
  4. Mari Onete: Eu brinco muito com ela...
  5. Kwysswyla: Só uma vogal, uma proeza! Leia-se Quíssila.
  6. Tospericagerja: Um clássico e como gostamos de futebol, homenagem aos craques da Copa de 70: TOStão, PElé, RIvelino, CArlos Alberto, GERson, JAirzinho.

Ainda estamos em dúvida porque a lista original tem mais de 100 nomes ;P
p.s: TODOS ESTÃO REGISTRADOS EM CARTÓRIO!

terça-feira, 13 de maio de 2008

Acordei à essa hora?!

Não sei o que aconteceu comigo hoje...acordei às 05:30hs! Desde quando cheguei no Castelo, há um ano atrás, não havia acordado tão cedo. Vai ver foi o efeito de ter começado esse blog, ou pode ter sido consciência pesada por não ter estudado nada para o teste de Algorítmos em Grafos hoje. Mas fico contente em ter acontecido isso. Acordar cedo sem estar com muito sono nos dá uma sensação de estar aproveitando mais o tempo, diferentemente de acordar cedo quando se está com muito sono!

Vamos aproveitar bem o tempo então! O que seria aproveitar bem o tempo?!

segunda-feira, 12 de maio de 2008

Noite de Chuva

O clima está bastante agradável aqui no quarto. Estive pensando o quanto tenho que estudar hoje à noite e o quanto de tempo gastei procurando aprender mais sobre blogs. A impressão é que eu devo realmente por "a mão na massa" e partir para os conteúdos fatídicos e sacais de disciplinas não muito interessantes à primeira vista, as quais somos sistematicamente pressionados à aprender...

Solução? é...estudar Sociologia...como diria um colega meu..."até dar uma dor"!

Vivendo no Castelo

Olá!

Eu criei? Criei um Blog? é...isso mesmo! Um Blog!

Estou colocando em prática minha mais recente vontade que é documentar estórias, fatos, idéias e muitas outras facetas da minha vida. Inicialmente busco explicar de onde veio esse título "Vivendo no Castelo".

Pois bem, apresentando-me primeiramente, sou Rafael de Lima, estudante universitário, aluno do Curso de Ciências da Computação da UFC, e também aluno de Administração da AIEC, mas precisamente vivendo em uma das residências universitárias da Universidade Federal do Ceará, a residência 2635, uma casa, com não menos que 90 anos de História situada no coração do bairro Benfica em Fortaleza.

Por essa casa passaram grandes pessoas, como Darcy Ribeiro e Florestan Fernandes. Hoje contamos com 19 residentes, de diferentes regiões do Ceará, indo de estudantes de Engenharia até Farmacêuticos ou Licenciados. E essa casa é carinhosamente chamada por todos de "Castelo", acredito que uma alusão à sua arquitetura que se assemelha à um humilde castelo. "Vivendo no Castelo" seria então uma maneira de mostrar um pouco mais da vida de um residente e estudante universitário, no auge de sua juventude, tentando buscar seus sonhos e anseios para ter uma vida melhor e poder contribuir de uma forma interessante para a sociedade.